20 Jan 2021

A Coop, por meio da sua área financeira Coop Facilita, disponibilizará até o dia 31 de janeiro uma promoção especial para quem adquirir o serviço de plano odontológico OdontoPrev. Durante esse período, a carência está reduzida para 30 dias no caso de clínica geral e 90 dias para prótese.

O serviço oferece dois tipos de planos (Safira e Rubi), com cobertura de vários procedimentos, como obturação e  restauração, limpeza, radiografia, tratamento de canal (endodontia), tratamento de gengiva (periodontia) e odontopediatria. Quem adere ao serviço também conta com a teleodontologia, que disponibiliza especialistas para realizarem consultas e orientações ao vivo, sem a necessidade do usuário sair de sua casa.

De acordo com a coordenadora Alexsandra Amorim, outra conveniência do serviço odontológico é a sua contratação online por meio do portal Coop e a possibilidade de concorrer mensalmente a R$ 10 mil através do número da sorte, fornecido ao cliente. A Odontoprev é líder em planos odontológicos na América Latina com mais de 7 milhões de beneficiários.

O prefeito de Diadema, José de Filippi, está instituindo o Projeto Patrulha Maria da Penha, pois apesar da Lei Maria da Penha e de medidas protetivas, mulheres têm sofrido violência doméstica e até feminicídio. O Decreto nº 7.866 que define a criação foi publicado neste final de semana. O policiamento caberá à GCM - Guarda Civil Municipal que destacará equipes exclusivas para desenvolver o trabalho.

De acordo com o secretário municipal Benedito Mariano, entre as prioridades da Secretaria de Defesa Social de Diadema está a proteção das mulheres vítimas de violência. Ele explica ainda que a Prefeitura agilizou a publicação do decreto porque há necessidade de maior fiscalização do cumprimento e das providências adotadas pelo sistema de justiça quando recebe a notícia de desobediência das medidas protetivas. "Infelizmente, a situação de violência contra a mulher cresceu durante a quarentena decorrente da pandemia", disse.

O Projeto Patrulha Maria da Penha vai  atuar e investir em ações preventivas. Para isso, o trabalho será em parceria com a Casa Beth Lobo – Centro de Referência da Mulher em Situação de Violência Doméstica, serviço ligado à Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania (SASC).

O decreto do prefeito determina prazo de 90 dias para que a Secretaria de Defesa Social implemente a nova Patrulha Maria da Penha. De imediato, o comando da GCM precisa definir a equipe e organizar um curso de treinamento que inclua, principalmente, questões de gênero, além de abordar as várias expressões da violência doméstica e familiar contra a mulher e a rede especializada de atendimento.

 As equipes vão contar com viaturas da GCM devidamente identificadas com a logomarca do Projeto Patrulha Maria da Penha. O trabalho consiste em realizar visitas residenciais periódicas preventivas em situações em que já tenham sido emitidas as medidas protetivas em defesa de mulheres vítimas de agressões.

Outra tarefa será fiscalizar o cumprimento das medidas protetivas por parte do autor de violência. A Patrulha também poderá subsidiar com novos elementos de prova a revisão de decisões de indeferimento de concessão das medidas protetivas. Em caso de descumprimento das medidas protetivas, a Patrulha vai, primeiramente, orientar a vítima a registrar novo Boletim de Ocorrência e, em seguida, informar o Ministério Público e a Delegacia de Defesa  da Mulher de Diadema.

Oficializar as parcerias do projeto também está entre as primeiras providências administrativas. Para tanto, a Secretaria Municipal de Defesa Social vai firmar Termos de Cooperação com outros órgãos como o Ministério Público e a Delegacia de Defesa da Mulher de Diadema.

Casa Beth Lobo

Nesse início de ano, a Casa Beth Lobo está dando acompanhamento a 126 mulheres. É importante ressaltar que não há obrigatoriedade do registro de boletim de ocorrência para ser atendida pela Casa. O trabalho do Centro de Referência à Mulher em Situação de Violência – Casa Beth Lobo é acolher as munícipes de Diadema que procuram o serviço espontaneamente, além de encaminhamentos da rede socioassistencial e intersetorial, incluindo os órgãos da Segurança Pública.

A Casa Beth Lobo oferece atendimento psicossocial individual, com foco na situação de violência de gênero, identificando as necessidades, mapeando as dificuldades e potencialidades para o enfrentamento do processo de violência.

“Se for necessário e do interesse da mulher, pode ser registrado boletim de ocorrência e solicitadas outras Medidas Protetivas de Urgência, na Delegacia de Defesa da Mulher e outras delegacias”, explica a vice-prefeita Patty Ferreira que também responde pela secretaria municipal de Assistência Social e Cidadania (SASC). “Com a Patrulha Maria da Penha, o acompanhamento das Medidas Protetivas de Urgência pode ser mais adequado, em termos de agilidade e abordagem”, explica Patty.

Em situações críticas de ameaça e risco de morte, a Casa Beth Lobo oferece amparo à mulher e seus filhos menores, por meio do Programa Casa Abrigo Regional do ABC.

 Serviço:

- Casa Beth Lobo – rua das Turmalinas, 35 – Centro – tel. 4043-0737

- Central de Operações da GCM - ligue 153

 

A Prefeitura de São Bernardo, por meio do departamento de Vigilância Sanitária, intensificou, na segunda (18), o treinamento de aproximadamente 1.000 profissionais de Saúde, que estarão envolvidos diretamente na campanha de vacinação contra a Covid-19. O objetivo é estabelecer os protocolos de segurança a serem cumpridos pelo Plano Nacional de Imunização (PNI). Hoje, São Bernardo já conta com estrutura preparada para início da vacinação, assim que as doses forem enviadas à cidade.

Na primeira fase de vacinação estarão contemplados os profissionais de Saúde, que atuam na linha de frente no enfrentamento ao Coronavírus, bem como as Instituições de Longa Permanência de Idosos. A expectativa é que as doses serão enviadas à cidade nos próximos dias dentro do PNI, após aprovação do uso emergencial pela Anvisa das vacinas de Oxford e CoronaVac, nodomingo (17).

“Nosso planejamento antecipado permitiu que nossa estrutura já estivesse preparada para a aplicação das primeiras doses. Esperamos que seja um procedimento tranquilo e que as pessoas respeitem o processo, evitando aglomeração e tumulto nos equipamentos de Saúde, bem como mantendo o uso de máscara e demais cuidados, em meio à pandemia que ainda estamos atravessando”, declarou o prefeito Orlando Morando.

O município conta com 28 mil profissionais de Saúde, que compõe a rede municipal e privada de Saúde. A prioridade será para aqueles trabalhadores que atuam na linha de frente do enfrentamento ao Coronavírus.

“A medida que o município for sendo abastecido com as doses, poderemos contemplar toda a grade de vacinação estabelecida pelo PNI. A rede está estruturada e pronta para isso. Todos os profissionais envolvidos neste processo estão sendo treinados, com simulações de situações que podem ocorrer durante o processo de vacinação, para que todos possam estar preparados em eventos adversos e formular protocolos de rotina de trabalho. Todo o treinamento está sendo feito em sistema de rodízio para evitar aglomerações”, esclareceu o secretário de Saúde, Geraldo Reple. De acordo com o chefe da pasta, os estudos devem continuar com o monitoramento das pessoas que receberão as doses.

INSUMOS – A cidade já conta com aproximadamente 400 mil kits de seringas e agulhas em estoque, o que garante o início da campanha assim que as doses forem enviadas.

Após onze meses fechado para revitalização, o Espaço Verde Chico Mendes em São Caetano, considerado um dos principais cartões postais da cidade (chegou a receber mais de 100 mil pessoas no Show Amigos, em 1995), reabriu para a população, na segunda (18), revitalizado. O local passou por melhorias como a substituição dos muros de fechamento por gradil orsometal, o que dá leveza ao ambiente e maior visibilidade ao espaço, principalmente de fora para dentro.

As mudanças incluíram reformulação da entrada de veículos e a criação de passagem exclusiva para quem chega a pé. Além dessas mudanças, o local recebeu outras melhorias executadas pela Sesurb (Secretaria de Serviços Urbanos) e pelo Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental).

A guarita foi remodelada e as sete quadras foram revitalizadas, com concreto usinado, com objetivo de deixar a planície mais unificada, mais lisa. Um dos espaços, inclusive, que era em cimento, foi readequado para receber partidas de vôlei de areia. Há ainda a construção da praça cívica, que será finalizada em breve, o que não impede a reabertura do parque.

“Logo de cara, assim que chegam, os visitantes perceberão as diferenças, por conta das duas entradas: a de veículos e a de pedestres. Além disso, todas as traves das quadras de futsal e os aros da de basquete são novos, além das quadras específicas de vôlei de areia e infantil”, explicou o secretário da Sesurb, Iliomar Darronqui, que ressaltou que o parque recebeu revisão geral de iluminação e agora será com LED, dando mais conforto, segurança e também economia de energia de cerca de 60% ao que era gasto anteriormente.

O prefeito Tite Campanella falou sobre a reabertura de um dos principais espaços de lazer da cidade. “A abertura do Chico Mendes reformado e revigorado fortalece a autoestima da nossa população neste momento tão difícil. Que possamos usá-lo dentro das premissas de distanciamento e promoção à saúde”, finalizou.

FREQUENTADORES

A alegria dos frequentadores com a reabertura do parque era contagiante. Uma das mais contentes era a pequena e falante Lara de Ávila Ramos, 5 anos, que estava acompanhada dos pais Robson Souza Ramos, 42, e da mãe Rafaela de Ávila, 35 anos, moradores do Centro. Questionada se ela estava gostando do parque, Lara foi taxativa: “Sim, adorei. O que eu mais gostei foi do navio (barco), porque ele tem várias passagens e um escorregador muito legal, bastante escorregadio. Vamos tirar uma foto eu, meu pai, minha mãe e a minha irmãzinha Luisa”, disse Lara, a respeito da mãe Rafaela, que está grávida de 6 meses.

Quem também adorou a reabertura do parque foi a senhora Hermelinda Martelette André, 70 anos e que há 50 é moradora do Bairro Oswaldo Cruz. “Estou amando, principalmente o lago com as tartarugas. Elas são lindas, ficou tudo muito bonito e não vejo a hora de trazer minhas netinhas Alexia (6 anos) e Paola (8 anos). Elas vão amar os brinquedos”, comentou a senhora Hermelinda.

 

O governador João Doria acaba de anunciar, nesta segunda (18) de janeiro, durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, que o Estado solicitou, hoje pela manhã, à Anvisa, autorização para o uso emergencial de um novo lote de 4,8 milhões de vacinas do Instituto Butantan. A autorização que a Anvisa concedeu, no domingo (17), era, exclusivamente, para o lote de 6 milhões de doses da vacina para o Ministério da Saúde e, a cota que cabe à São Paulo, ficou no Estado. “Uma nova autorização é necessária para a liberação dessas 4,8 milhões de doses. Estamos seguros que análise será feita pela Anvisa com o mesmo critério e agilidade de ontem”, disse Doria.

O Governo de São Paulo já iniciou, no domingo (17), a imunização dos profissionais de Saúde no Hospital das Clínicas (HC), e hoje, inicia a vacinação no interior do Estado para os profissionais de Saúde. “São cinco grandes hospitais do interior que iniciam, nesta tarde de segunda (18), a imunização dos profissionais. São eles o HC de Botucatu, Ribeirão Preto, Campinas e Marília, além do Hospital de Base de São José do Rio Preto”, afirma o governador. As doses da vacina do Butantan já foram encaminhadas, em caminhões refrigerados, seguindo a estrutura de logística de distribuição, elaborada pela Secretaria de Saúde, no início de outubro último. Além das doses de vacinas, o Estado também distribui seringas, agulhas e equipamentos de proteção individual.

Segundo Dimas Covas, presidente do Instituto Butantan, foi a própria Anvisa que solicitou que fosse realizado, separadamente, os pedidos de aprovação do uso emergencial. “Primeiro, nos foi solicitado que terminasse o primeiro processo e, na sequencia, aplicasse o segundo, pois a documentação é muito similar. Esperamos que a autorização seja emitida no mais curto espaço de tempo”, disse.  Dimas afirmou que a capacidade de produção do Butantan é de 1 milhão de doses por dia e que é aguardado novo lote de matéria-prima proveniente da China para dar continuidade a produção das doses da Coronavac.

Participaram da coletiva os secretários estaduais, de Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn; de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen; de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi; o coordenador e o secretário-executivo do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, respectivamente, Paulo Menezes e João Gabbardo dos Reis, além da coordenadora do Centro de Controle de Doenças do Estado, Regiane de Paula e do coordenador do Gabinete de Crise, Santiago Falcão.

BOLETIM-  Gorinchteyn também atualizou o número de casos no Estado:

- 1.628.272 casos confirmados

- 49.987 óbitos

- 6.004 pacientes internados em UTI

- 7.811 pacientes internados em enfermaria

A taxa de ocupação dos leitos de UTIs no Estado é 69,1% e na Grande São Paulo de 70,1%. Em relação a semana epidemiológica anterior, houve aumento de 9% no número de casos, 12% nas internações e 7% dos óbitos. “É a pior semana da história da pandemia no Estado de São Paulo”, disse. Gorinchteyn revelou também que já houve aumento de 77% no número de casos, 59% nos óbitos e 30% nas internações em relação à última semana do ano de 2020.

A previsão do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA - a inflação oficial do país) deste ano subiu de 3,34% para 3,43%. A estimativa está no boletim Focus de hoje (18), pesquisa divulgada semanalmente pelo Banco Central (BC) com a projeção para os principais indicadores econômicos.

Para 2022, a estimativa de inflação foi mantida em 3,50%. As previsões para 2023 e 2024 são de 3,25% e 3,22%, respectivamente.

O cálculo para 2021 está abaixo do piso da meta de inflação que deve ser perseguida pelo Banco Central. A meta, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é de 3,75% para este ano, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Ou seja, o limite inferior é 2,25% e o superior, 5,25%.

Selic

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, estabelecida atualmente em 2% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

Para o mercado financeiro, a expectativa é que a Selic encerre 2021 em 3,25% ao ano. Para o fim de 2022, a expectativa é que a taxa básica chegue a 4,75% ao ano. E para o fim de 2023 e 2024, a previsão é 6% ao ano.

Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Entretanto, os bancos consideram outros fatores na hora de definir os juros cobrados dos consumidores, como risco de inadimplência, lucro e despesas administrativas.

Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica.

PIB e câmbio

As instituições financeiras consultadas pelo BC ajustaram a projeção para o crescimento da economia brasileira este ano de 3,41% para 3,45%. Para o próximo ano, a expectativa para Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – é de crescimento de 2,50%, a mesma previsão há 143 semanas consecutivas. Em 2023 e 2024, o mercado financeiro também continua projetando expansão do PIB em 2,50%. A previsão para a cotação do dólar permanece em R$ 5, ao final deste ano. Para o fim de 2022, a expectativa é que a moeda americana fique em R$ 4,75. fonte: Agência Brasil


Pagina 2 de 1115

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu