04 Jul 2020

O Governo Federal anunciou mais duas parcelas do Auxílio Emergencial no valor de R$ 600. O decreto que prorroga o benefício por mais dois meses foi assinado, na terça (30) de junho, pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

O auxílio é destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, e tem, por objetivo, fornecer proteção emergencial neste período de pandemia de Covid-19.

A previsão inicial era que o Auxílio Emergencial fosse pago no valor mensal de R$ 600 pelo período de três meses. Mas segundo a Secretaria Geral da Presidência da República, como o prazo de pagamento está chegando próximo ao fim, sem que tenha ocorrido a reabertura plena das atividades e do comércio pelos estados e municípios, foi necessário a prorrogação do auxílio que tem colaborado na manutenção da renda dos brasileiros, por mais dois meses.

As primeiras três parcelas do Auxílio Emergencial são de R$ 600; mas, para a as famílias em que a mulher seja a única responsável pelas despesas da casa, o valor pago mensalmente é de R$ 1.200.

É o caso de Juliana de Andrade Milano (foto) que cuida sozinha do seu filho de quatro anos. Desempregada, ela contou que ficou muito feliz em saber que o benefício será prorrogado. “Fiquei bem contente, bem satisfeita em saber que vai ser prorrogado”, disse. Segundo ela, o benefício tem ajudado a pagar as contas, pois ainda não conseguiu voltar ao mercado de trabalho. “Isso vai nos ajudar muito. E eu espero que essa pandemia, isso tudo passe logo, pra que a gente volte ao mercado de trabalho e para que tudo se normalize”.

Balanço

Segundo a Caixa, 64,5 milhões de brasileiros foram beneficiados pelo Auxílio Emergencial até o momento, um impacto de R$ 103,8 bilhões. Na terça (30) de junho, foi paga a terceira parcela do benefício para quem recebeu a primeira parcela em abril. A segunda parcela foi para quem recebeu, pela primeira vez, em maio. Também foi paga nesta terça-feira, a primeira parcela do Auxílio Emergencial para novos beneficiários aprovados neste mês de junho.

Quem tem direito ao Auxílio Emergencial

Para ter acesso ao Auxílio Emergencial, a pessoa deve cumprir os seguintes requisitos:

 - Ter mais de 18 anos ou ser mãe adolescente;

- Não ter emprego formal;

- Possuir renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135,00);

- A pessoa não pode ter recebido rendimentos tributáveis, em 2018, acima de R$ 28.559,70;

- Estar desempregado ou exercer atividade na condição de microempreendedor individual (MEI); ou ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social; ou ser trabalhador informal inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal (CADÚnico).

Novos Programas

E para estimular a retomada do crescimento no Brasil pós pandemia, o Governo Federal vai focar em novos programas. Um deles, segundo o Ministério da Economia, é o Verde Amarelo, para geração de empregos. Outra aposta é que o novo Marco Legal do Saneamento Básico, incentive novos investimentos no país.

O Detran.SP inicia, nesta quarta (1) de julho, uma ação em todo o Estado para a entrega do Certificado de Registro de Veículos (CRV), documento utilizado na transferência. Por conta da suspensão temporária do atendimento presencial nas unidades do Detran.SP, cerca de 320 mil documentos emitidos aguardam para ser retirados.

Por meio de um sistema “drive thru”, para evitar aglomeração, e com agendamento marcado, serão atendidos nesta primeira etapa apenas as solicitações de retirada para despachantes. O processo é aderente ao Plano São Paulo. Todas as cidades que estão na fase laranja e amarela serão contempladas. Com quase 200 mil documentos, esses profissionais possuem hoje cerca 70% do total retido nas unidades do Detran.SP, Ciretran e Poupatempo. Por se tratar de um volume menor e com necessidade de atendimento individualizado, a entrega para pessoas físicas será feita posteriormente.

Para Ernesto Mascellani Neto, novo diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP), o Governo do Estado trabalha para manter os serviços essenciais mesmo diante da pandemia do coronavírus, através de medidas inovadoras e seguindo protocolos de segurança, para continuar atendendo cada vez mais e melhor a população.

“A utilização do sistema drive thru é um grande passo para a retomada das atividades presenciais. As emissões desses documentos de compra e venda, desde que as unidades foram fechadas, então sendo retidos, não impedindo a circulação do veículo. A medida, reforça a preocupação do Governo, que mesmo com a suspensão temporária de atendimento presencial nas unidades do Detran.SP e postos Poupatempo, não mediu esforços para manter serviços públicos de qualidade e eficiência”, destaca Neto. O processo de agendamento pelos despachantes deve ser feito através do Sistema de Gerenciamento dos Serviços de Cadastro de Registro de Veículos (e-CRVsp), que permite a realização de uma série de serviços. Com navegação intuitiva, basta escolher data e horário e comparecer ao local escolhido com o malote e a documentação requerida. Todos os protocolos sanitários e de distanciamento social serão cumpridos pelos funcionários do Detran.SP. Por isso, não é necessário descer do veículo para ser atendido. O agendamento para entrega e retirada dos documentos será feito de acordo com o horário de atendimento de cada local. Após o recebimento dos malotes, a documentação será avaliada e realizado o contato com os despachantes para a retirada.

Importante te destacar também que com o uso da tecnologia, o Detran.SP ampliou para 60 o número de serviços digitais que podem ser feitos sem sair de casa, pelo portal. E, na semana passada, de forma segura e consciente, autorizou a retomada gradual das atividades dos centros de Formação de Condutores (CFCs), aulas teóricas (remotas) e práticas. A medida beneficiou mais de 50 mil alunos que já haviam iniciado o processo de primeira habilitação e reciclagem.

A Associação dos Advogados (AASP) realiza, nesta sexta (3) de julho, às 15h, o webinar gratuito: “Mediação em plataforma digital”. Os expositores serão os seguintes: desembargador Geraldo Pinheiro Franco (presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo) (foto); Renato Cury, presidente da Associação dos Advogados (AASP); Henrique Ávila, conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ); Flávio Luiz Yarshell, presidente da Fundação Arcadas; Célia Zapparolli, coordenadora do Centro de Mediação AASP (CMAASP); Fátima Cristina Bonassa, coordenadora do CMAASP e diretora da AASP; e Silvia Rodrigues Pachikoski, diretora da AASP. Durante o evento será realizado o lançamento da plataforma digital do Centro de Mediação AASP.

“Vamos utilizar a experiência do Centro de Mediação AASP,  criado em 2017, que naquele ano recebeu, do CNJ, o prêmio ‘Mediar é legal’, para que as mediações ocorram on-line, com o uso de uma nova ferramenta. A plataforma digital do Centro de Mediação da AASP combina inovação tecnológica com a tradição da Associação de ser um suporte para a prática da advocacia”, explica a Fátima Cristina Bonassa, coordenadora do CMAASP, diretora da AASP e uma das idealizadoras do projeto.

Vale ressaltar que a mediação é um meio alternativo para a solução de conflitos por meio do qual um terceiro, pessoa imparcial e eleita pelas partes de livre acordo, age como um "facilitador", auxiliando-as na solução de suas controvérsias sobre determinado assunto.  A plataforma digital une a tecnologia aos métodos alternativos de solução de conflitos.

Para inscrições: https://mla.bs/46b89cf1    

A C&A continua o seu plano de expansão para 2020 e inaugurou, na terça (30) de junho, a sua mais nova loja no Golden Square Shopping, em São Bernardo, com toda cautela e cuidados necessários para garantir a segurança e bem-estar dos seus clientes e associados em linha com as recomendações das autoridades e órgãos de saúde do país. Com a nova unidade, a varejista contabiliza agora 288 unidades em todo o território nacional, sendo 86 delas somente no estado de São Paulo.

Situada em um espaço de dois andares com 2.346 m², a C&A Golden Square Shopping fortalece a presença da marca na região, oferecendo aos consumidores uma plataforma de expressão democrática por meio da moda. A nova unidade, que proporciona uma experiência de compra mais fluida, ágil e agradável, conta com ambientes mais modernos, clean, intuitivos e produtos dispostos de forma estratégica.

Em linha com a sua estratégia omnicanal, a C&A oferece ainda uma gama completa de produtos de diversos segmentos em seu e-commerce e APP C&A, onde é possível adquirir o melhor da moda, tecnologia e beleza no conforto de casa com prazo de troca estendido em até 90 dias, a marca também oferece a opção de compras em lojas físicas para os consumidores que assim o desejarem.

Ações de segurança contra a Covid-19

Por entender o momento atual e para garantir ao máximo a segurança e saúde de suas clientes e associados, a C&A está tomando todas as medidas na jornada de compra. Por isso, desde o início da pandemia, a companhia vem adotando um novo modelo operacional para retomar as atividades das suas unidades, de acordo com os protocolos indicados pelos órgãos de saúde, e autoridades. Dentre as medidas preventivas adotadas, estão: reforço na limpeza e higienização de todos os ambientes; disponibilização de álcool em gel para associados e clientes; fornecimento aos clientes de produtos para higienizar sacolas e cestas de compras;  higienizaremos estes itens a cada uso;  distanciamento físico de 1,5 metros entre os caixas e os clientes, sobretudo nas filas por meio de sinalização; provadores das lojas fechados por tempo indeterminado e peças de troca serão armazenadas por 72 horas e somente retornará a área de vendas após este período. A empresa trabalha ainda com quadro de funcionários reduzido e revisão de turnos; todos os associados receberão máscaras e serão orientados a usá-las durante todo o expediente e nos períodos de deslocamento, além de terem sua temperatura aferida diariamente antes de iniciar a jornada de trabalho. Colaboradores do grupo de risco seguirão afastados, assim como os que eventualmente apresentarem sintomas. Para ter acesso as novidades e todos os protocolos de segurança adotados pela marca, confira o site https://www.cea.com.br/covid-19.

O Crisa (Centro de Referência do Idoso de Santo André) ganhou nova sede, na terça (30). Atendendo a solicitações dos usuários, o equipamento passa a funcionar na região central da cidade, na rua Bernardino de Campos, 300, em uma área do tradicional Tênis Clube de Santo André.

Além de estar em um local de fácil acesso, o Crisa foi totalmente reformulado e modernizado para atender ao público da melhor idade de Santo André. A nova sede conta com número maior de salas, o que permitirá a ampliação das atividades oferecidas aos munícipes. O equipamento funcionava na rua do Café, no bairro Jardim.

“Cuidar da melhor idade é nossa obrigação. Quando a gente pode oferecer um equipamento com essa qualidade nos dá ainda mais orgulho, principalmente no momento que estamos vivendo, onde quando tudo se normalizar será necessária uma nova interação social e locais como este serão muito importantes”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

O Centro de Referência do Idoso de Santo André tem como foco a elaboração de atividades que contribuam para um processo de um envelhecimento saudável e no desenvolvimento da autonomia e da sociabilidade, além do fortalecimento dos vínculos familiares e do convívio comunitário.

Por causa da pandemia de Covid-19, as atividades do Centro de Referência do Idoso de Santo André estão suspensas desde março e ainda não há previsão de quando haverá retorno do atendimento. O horário de funcionamento será o mesmo da sede antiga, de segunda a sexta, das 8h às 17h.

No Crisa são desenvolvidas inúmeras atividades, como ginástica, pilates, lian gong, yoga, ritmos, dança cigana, além de outros cursos para contribuir no bem-estar, na autoestima, desenvolvimento da criatividade e no auxílio na descoberta de novos talentos na melhor idade.

Entre os cursos oferecidos estão memorização, informática, beleza e saúde, grupo de apoio ao idoso, artesanato, fortalecimento cerebral, teatro, uso do celular, ciclos de vida, inglês, pintura a óleo, violão, clube de leitura e grupo Feliz Primavera, uma reunião que ocorre todas as quartas-feiras com o objetivo de socializar e fazer novas amizades.

O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior, reinaugurou, na terça (30), a Escola Municipal Integrada (EMI) Marily Chinaglia Bonaparte, no bairro Santa Maria, totalmente renovada.

“Temos um carinho muito grande por essa escola. Ela foi entregue por nós, em nossa segunda administração, e agora carecia dessa reforma. Reafirmamos nosso compromisso com a educação pública de São Caetano, lembrando que, aqui mesmo no Bairro Santa Maria, entregamos no ano passado a reforma da Escola Municipal de Ensino Fundamental Rosalvito Cobra, assim como a escola de Educação Infantil Antônio Oliveira. É o nosso compromisso, também, com o bairro Santa Maria”, declarou o prefeito durante a visita, em que foi acompanhado pelo secretário de Educação, Fabricio Coutinho, e pela assessoria de Obras, Cintia Kimura.

“A EMI Marily é uma importante escola no bairro Santa Maria e umas das maiores unidades de Educação Infantil que temos na rede, atendendo 250 crianças em período integral. Ela foi totalmente revitalizada. O telhado todo foi refeito e a escola recebeu uma nova decoração, colorida e alegre”, comemora o secretário Coutinho.

A arquiteta Cíntia Kimura, assessora de Obras da Secretaria Municipal de Educação (Seeduc), relata que a necessidade mais emergencial dessa unidade era a substituição da cobertura. “Requalificamos toda a unidade, com a substituição total da cobertura. Além disso, foi feita uma nova rede de esgoto e captação de águas pluviais, pintura interna e externa, adequação dos espaços e reparos nas instalações hidráulicas”, detalha a arquiteta.

A EMI Marily Chinaglia Bonaparte é a 18ª escola entregue à população desde o início do programa de revitalizações de unidades escolares iniciado em 2017.

Nesta quarta (1) de julho, será assinada a Ordem de Serviço de obras EMEF Profa. Eda Mantoanelli, que será ampliada e se transformará em um complexo educacional com escolas de Educação Infantil e Ensino Fundamental e, na sexta (3), será entregue a EMEI Prof. Inês dos Ramos.

Esses eventos estão ocorrendo todos sem público, em virtude da pandemia de coronavírus. Mesmo assim, o prefeito e os representantes da Seeduc não deixaram de receber o carinho da escola, representada pela diretora Joselaine Cristina de Milano Friedmann (de branco, na foto) e pela professora Tatiane Michele Tamagnini (vestida de preto, ao lado da arquiteta Cintia Kimura).


Pagina 3 de 1009

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu