17 Nov 2019

A Coca-Cola FEMSA Brasil, nos últimos anos, tem investido na renovação do portfólio, acompanhando a mudança no perfil dos consumidores, que têm buscado produtos mais saudáveis e com menos açúcar. A empresa adaptou os produtos para oferecer o sabor das bebidas originais (com açúcar) também nas versões zero/light (sem açúcar).

 O investimento deu retorno positivo à empresa, que neste ano, registrou aumento de 25% nas vendas da versão Coca-Cola sem açúcar, em comparação a 2018. De acordo com Ian Craig, CEO da Coca-Cola Femsa Brasil, “a indústria de baixa caloria cresceu em média 15% nos últimos dois anos, e a Coca-Cola sem açúcar avança praticamente o dobro”.

Além da renovação do portfólio, a Coca-Cola está investimento também em ampliações físicas. A empresa inaugurou recentemente uma nova planta em Itabirito (MG) e irá abrir nos próximos meses mais três novos centros de distribuição, sendo um na região do ABC, um em São Paulo e outro em Minas Gerais.

Outro foco de investimento são as embalagens retornáveis que, além de ser mais sustentável ao meio ambiente, proporciona ao consumidor um preço mais atrativo. Segundo o CEO, “nos últimos anos, investimentos forte em embalagens retornáveis, de garrafas PET, e mantivemos as de vidro no mercado”.

Ainda não foi divulgado para a imprensa o local exato do novo centro de distribuição no ABC.

O governador João Doria e a Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, inauguraram, na segunda (11), a Casa da Mulher Brasileira, que prestará serviços para mulheres vítimas de violência.

Localizada no bairro do Cambuci, região Central da capital, a Casa da Mulher Brasileira possui 3.659 metros quadrados e funcionará 24 horas por dia, prestando serviços humanizados para mulheres em situação de violência, garantindo seu fortalecimento e autonomia. É a primeira deste modelo no Estado de São Paulo e a sétima no país.

“Desde janeiro, nós colocamos como meta retomar a obra, finalizar e entregar a Casa da Mulher Brasileira. Era obstinação, em todas as nossas reuniões, para que isso pudesse acontecer ainda este ano. Graças à parceria do Governo Federal, Estadual e Municipal e a cooperação de várias empresas que nós pudemos inaugurar a Casa da Mulher Brasileira. Aqui há o acolhimento pleno para as mulheres mais fragilizadas e ameaçadas”, disse Doria.

“Esse é mais um espaço de proteção e cuidado para as mulheres. Em um único espaço, elas terão acesso a delegacia 24h, atendimento psicológico e participarão de um trabalho para recuperar a autoestima e empoderamento. Essa é mais uma ação para combater a violência e quebrar o silencio de muitas mulheres, que sofrem caladas”, comemorou a deputada estadual Carla Morando.

Também participaram da inauguração a Secretária Estadual de Desenvolvimento Social, Célia Parnes, a Secretária da Direitos da Pessoa com Deficiência, Célia Leão, o Secretário de Segurança Pública, General Campos, o Secretário da Justiça, Paulo Dimas, o Secretário de Esportes, Aildo Ferreira, e a Secretária Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Berenice Giannella. 

O deputado estadual Thiago Auricchio (PL) visitou, na sexta (8), o Colégio Singular Santo André, onde se formou no Ensino Médio em 2010. Ele foi recebido pelos diretores Paolo Gambogi, Paulo Roberto De Francisco, Maria Eunice Cardoso, Egidio Blumetti e José Carlos Fazzole.

O parlamentar conversou com seus ex-professores e funcionários e declarou que a rápida visita foi suficiente para matar a saudade dos bons momentos que passou na escola. “O Singular não nos prepara apenas para ser aprovado no vestibular, mas também para sermos um cidadão para a vida”, declarou Thiago Auricchio.

Graduado em Direito, o parlamentar também acrescentou que está trabalhando bastante para a região do ABC, principalmente nas áreas de prevenção a enchentes, saúde, medicamentos populares,  educação e segurança.

Lei de autoria do vereador Marcos Pinchiari (PTB), de Santo André, foi sancionada pelo prefeito Paulo Serra, na última semana, permitindo a ampliação na atuação das ambulâncias do SAMU, também nos hospitais particulares do município.

O funcionamento dos serviços de urgência e emergência seguem determinações de âmbito municipal e em Santo André a determinação preconizava a condução de pacientes acidentados, possuidores de convênios ou usuários do SUS, para as Unidades de Pronto Atendimento da rede pública.

A utilização de leitos públicos, por pacientes possuidores de convênios, embora também tenha o direito, colaborava para a superlotação do atendimento público muni-cipal. Agora, pacientes acidentados, com convênios de saúde, poderão ser conduzidos pelo SAMU, diretamente para os hospitais particulares credenciados liberando leitos públicos para os usuários dos SUS.

Embora aprovada recentemente, a lei tem recebido grande aceitação da população, que identificou como uma eficiente forma de agilizar e direcionar o serviço do SAMU no município.

Como era antes: O SAMU de Santo André conduzia todos os pacientes diretamente para a rede de saúde pública;

Como ficou agora: Pacientes possuidores de convênios podem solicitar que o SAMU os levem até um hospital credenciado dentro do município.

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, autorizou, na segunda (11), o início da reforma da EMEB Professora Maria Therezinha Besana, no bairro Baeta Neves. A unidade escolar é a 45ª a ser incluída no projeto de modernização de equipamentos da rede municipal de ensino.

Responsável por atender 723 alunos, com faixa etária entre 6 e 11 anos, a escola municipal receberá série de melhorias estruturais, incluindo a impermeabilização da laje e revisão do telhado. A previsão é que a intervenção seja concluída num prazo de até 120 dias.

O investimento total na unidade é de R$ 149 mil. Neste ano, outros R$ 124 mil já foram repassados para a instituição, por meio do programa Escola Linda e de verba encaminhada à APM (Associação de Pais e Mestres).

“É um investimento fundamental para todo o bairro. Temos uma escola que necessitava de ajustes e que agora receberá uma importante reforma que beneficiará todos os alunos. Teremos um ambiente escolar ainda mais agradável para todos”, afirmou o chefe do Executivo.

O ato da assinatura da ordem de serviço foi acompanhado pelos secretários Silvia Donnini (Educação) e Hiroyuki Minami (Desenvolvimento Econômico) e vereadores da base aliada.

EMOÇÃO – Aluna da escola e moradora do bairro Baeta Neves, a pequena Yasmin Ágata Ferreira Soares, de apenas 10 anos, foi uma das estudantes que mais celebrou o anúncio da obra. “A reforma irá transformar nossa escola em um espaço ainda mais bonito e seguro para nós. Não vejo a hora de ver tudo pronto”.

A secretária de Educação, Silvia Donnini, destacou que as melhorias no ambiente escolar irão ajudar ainda no aprendizado dos alunos. “Todas as crianças merecem uma escola melhor e mais agradável, bem como os servidores que atuam nas unidades. Essa intervenção irá colaborar no desempenho em sala de aula. Com isso, as crianças aprendem mais e melhor”, defendeu.

Começou nesta segunda (11) e vai até o dia 15 de janeiro de 2020, o período para inscrições de projetos culturais com vistas ao apoio financeiro do Fundo Municipal de Cultura da Prefeitura de Santo André. Estão sendo disponibilizados R$ 350 mil para esta finalidade. As inscrições devem ser feitas exclusivamente na plataforma CulturAZ (http://culturaz.santoandre.sp.gov.br/projeto/577/), onde também está disponível o edital. O Fundo de Cultura de Santo André tem como objetivo o fortalecimento da produção cultural na cidade, e por isso, para participar, o proponente precisa comprovar domicílio ou atuação cultural na cidade há mais de dois anos. Os projetos podem ser inscritos por pessoas físicas ou jurídicas, como agentes culturais, artistas, bandas, grupos culturais e artísticos, coletivos e espaços culturais independentes. A realização dos projetos também deve ser em Santo André.

Os projetos serão distribuídos em quatro categorias, de acordo com o tipo de proposta e o perfil do proponente, sendo que 50% do valor dedicado a cada categoria será direcionado para ações desenvolvidas em áreas periféricas ou vulneráveis do município.

O prazo para análise dos projetos é de 30 dias após o término das inscrições, podendo ser prorrogado por mais 30 dias. A data para divulgação do resultado final é 15 de março de 2020, na plataforma CulturAZ.


Destaques

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu