20 Jun 2019
Avalie este item
(0 votos)

O mundo não é somente arco íris. O mundo é um lugar sujo e assustador, e não importa o quão valente você seja, a vida irá te dar porradas da cabeça ao pé e se manterá assim permanentemente, caso você permita, já que ninguém conseguirá, um dia, bater tão forte quanto a vida. Mas o que importa não é a quantidade de murros que ela vai te dar, e sim o quanto você aguenta apanhar, o quão resistente é você, o quanto você realmente está pronto pra essa briga, pois você deve estar preparado para cair dez vezes e levantar onze: esteja sempre em pé. Assim você conseguirá bater e continuar batendo – é assim que se constrói vencedores! E não desista! É assim que se constrói o sucesso.
A margem para erros é muito estreita, ou seja, meio passo atrasado ou meio passo adiantado faz com que você não atinja suas metas. Um segundo mais devagar, ou um segundo mais rápido, e você não alcançará seus objetivos. O momento certo pode estar no intervalo de cada hora do almoço, no tempo do jogo, no mais criativo ócio... a cada minuto, a todo instante.
Não tenha medo de falhar, você não pode todas as vezes ganhar, e tampouco tenha medo de tomar decisões. Tem que acreditar que algo diferente vai acontecer. Não deixe ninguém falar que você não pode, nem mesmo seu pai, mãe ou fraternos mais próximos. Porque você pode!
A dor é temporária. Pode durar um minuto, uma hora, uma semana ou até anos, mas isso ficará para trás, acredite - e, então, algo bom surgirá. Porém, se desistir, a dor continuará para sempre. Você tem um sonho? Vá atrás! Você deve proteger seu sonho. Muitas pessoas dirão que você não conseguirá. Quer algo? Vá buscar. A vida é um constante esforço, e o dia em que desejarmos o sucesso, muito mais que o ar que respiramos, aí sim, falharemos menos. Nosso maior medo não é agir inadequadamente; nosso maior medo é sabermos que temos poderes e ainda assim não usarmos. O poder que possuímos é a nossa luz e não essa escuridão que, na maioria das vezes, nos amedronta.
Cave fundo. Cave bem fundo e pergunte a si: ‘quem você quer ser?’ Descubra o que te faça feliz, sem importar com a opinião dos outros. Faça a escolha certa, siga seus instintos. Decida o que vai ser e como você fará para que aquilo aconteça: A maioria das pessoas que seguiu seus instintos se deu bem. No silêncio de nossa mente talvez esteja a resposta da voz do coração. E por que não? Por que você não pode ser o melhor funcionário, o melhor aluno, a melhor esposa, o melhor líder, ou o melhor dono de si? Eu não vejo porquê.
Você tem o poder de tornar essa vida maravilhosa e de fazer do ciclo da vida, uma perfeita aventura.

Avalie este item
(0 votos)

Um amigo que segue minhas crônicas aqui na Folha do ABC, me disse que eu devia falar um pouco sobre política. Eu lhe respondi, que, apesar de eu acompanhar, e muito tudo o que se passa pelo Brasil e pelo mundo, é um assunto que não me traz prazer nenhum. Gostaria de modificar muita coisa, mas não está em minhas mãos. Escrever sobre ela, me revira o estomago. Confesso que tenho muita esperança ainda que estamos num momento político, que se sobreviver, pode salvar nosso país. FÉ!
Esta semana estava quase ligando para cancelar a matéria deste sábado. Li então o que o colaborador da Folha, José Renato Nalini, escreveu na semana passada.
Facilita para o vovô!
E é para os netos ou jovens amigos que recorremos quando queremos saber algo que não entendemos nos celulares,ou nos computadores, nessas maquininhas maravilhosas. Depois que encontrei o Google, também achei a resposta para todas as dúvidas sobre confirmar notícias, pois Fake News rolam soltas pela internet. Quantas vezes eu enviei para um jovem amigo expert nisso para confirmar ou não.... Sem querer, se as transmitirmos, poderemos injuriar alguém.
Mas resolvi escrever sobre o assunto observando as pessoas. Em reuniões, a cada sinal de mensagem a pessoa interrompe a conversa para espiar. No cinema, a claridade dos celulares direto em nossos olhos, nos atrapalha e tira atenção do filme. Vejo crianças no berço e já com esses aparelhos nas mãozinhas. E quando os pais ficam tão entretidos com suas maquininhas que não dão atenção aos filhos? Vejo reuniões de família em que alguma criança não participa, ficando a parte assistindo seus filminhos ou fazendo seus joguinhos....
Realmente uma geração que pouco conversa com seus familiares. Pouco vão saber no futuro de onde vieram.  
Certo dia almoçando em um restaurante em São Paulo, o Le Jazz, ao nosso lado estava um casal com suas duas filhas adolescentes. O garçom teve dificuldade em que fizessem o pedido, pois não conseguiam se fixar no cardápio. A filha mais nova foi quem acabou resolvendo o que comeriam. Os garçons lá, são muito amáveis. Pois na hora de irem embora foi essa mocinha que deu boa tarde e agradeceu ao garçom. Nessa família, tem alguém que se salva. Quando saíram, nós que dávamos atenção aos que nos atenderam, ouvimos de como tem clientes “grossos”, traduzindo, sem educação.
Os pais têm que pensar nos olhos dessas crianças.... Poderão sofrer no futuro? Às vezes eu estou vendo TV e o celular toca. Quando desligo, distraidamente as vezes ele fica encostado em meu corpo. Se ele toca outra vez sinto a vibração de suas ondas em meu corpo.
Muitas jovens os guardam dentro dos soutiens. Essas ondas sobre o seio? Um perigo...Cuidado!
Enfim, desabafei com um assunto que me atormenta. Facilita nossa vida, e muito…Mas espero que o ser humano aprenda a usar como um objeto que nos conecte com o mundo, mas sem com isso formar um vício.
Bons dias de junho.
Um abraço, Didi

Avalie este item
(0 votos)

Comemora-se no dia 15 de junho, os 101 anos do início da primeira Festa de São Vito, Mártir, no Brás. Vito nasceu no final do século III, na antiga cidade de Mazara, na Sicília ocidental, de família pagã, muito rica e de nobre estirpe. A mãe faleceu quando tinha tenra idade e seu pai, Halaz, contratou uma ama, Crescência, para educar e cuidar do menino. Ela era cristã, viúva, tinha perdido o único filho havia pouco tempo, de linhagem nobre, mas em decadência financeira. O pai ainda contratou um professor, chamado Modesto, para instruir o herdeiro, entretanto era também cristão. Como o pai era um obstinado pagão que encarava o cristianismo como inimigo a ser combatido, por isso Modesto e Crescência nunca revelaram que eram seguidores de Cristo, contudo educaram o menino dentro da religião. Aos doze anos, clandestinamente já tinha sido batizado e assim demonstrava identificação total com os ensinamentos de Jesus. Ao saber do batismo, o pai tentou convencê-lo a abandonar a fé, o que não deu resultado e partindo para a força e, como castigo, entregou-o ao governador Valeriano, que o encarcerou e maltratou por vários dias, na tentativa de Vito abdicar de sua fé. Porém, Crescência e Modesto conseguiram arquitetar uma fuga e, segundo a tradição, com a ajuda de um anjo, tiraram Vito das mãos do governador e fugiram para Lucânia, onde esperavam encontrar a paz. Reconhecidos depois de algum tempo, passaram a viver de cidade em cidade, fugindo dos algozes. Vito que desde os sete anos havia manifestado dons especiais, praticou muitos prodígios como o mais célebre deles quando ressuscitou, em nome de Jesus, um garoto que tinha sido estraçalhado por cães raivosos. A perseguição teve trégua apenas quando o filho epiléptico do imperador Deocleciano ficou muito doente, assim o soberano mandou que o trouxessem à sua presença e pediu-lhe que intercedesse pelo doente. Vito então rezando com todo fervor e em nome de Jesus curou-o, porém Deocleciano pagou com a traição, mandando prendê-lo, pois que não aceitou renegar a fé em Cristo para ser libertado. Diante da negativa, aos quinze anos foi condenado à morte que ocorreu em 15 de junho de 304, depois de muitas torturas. O jovem mártir Vito existiu conforme consta no Martirológio Gerominiamo, sendo suas relíquias sepultadas em Roma, e no ano de 755, foram enviadas para Paris e mais tarde entregues a Venceslau, santo rei da Boêmia, na era em 958, fez construir a belíssima catedral que leva o nome de São Vito e que conserva até hoje a sua história. Desde a Idade Média, ele é considerado um dos quatorze santos auxiliares, cuja intercessão é muito eficaz em ocasiões específicas e para diversas curas invocadas para a cura de epilepsia, da coréia, doença conhecida como dança de São Vito, letargia, de mordidas de cães e animais raivosos e hidrofobia. É padroeiro de muitas paróquias de diversos países. Os italianos moradores em São Paulo, principalmente os puglieses, promoveram a primeira festa em homenagem a São Vito acontecida no ano de 1918, e no ano seguinte ocorreu a fundação da Associação São Vito Mártir e da Capela de São Vito, dentro das tradições polignanesas com a introdução de um conjunto de autêntica manifestação cultural italiana na cidade. Nos idos de 1940, a Associação construiu a atual igreja, e na década de 1980, o Centro Social São Vito, onde encontra-se a imagem original do santo trazida da Itália. No ano de 1996, foi inaugurada a Creche de São Vito, de grande serventia para as mães que trabalham no entorno do Mercado Municipal e Rua 25 de Março. Toda a renda obtida com a festa é destinada para a manutenção de mais de cem crianças, de zero a três anos, atendidas em regime diário, das oito às dezoito horas, com alimentação, higiene completa, enfermaria e apoio psicológico. A Festa de São Vito teve inicio em dois de junho de 1918 e irá até o próximo quatorze de julho, aos sábados e domingos, a partir das 19h, sendo a Praça de Alimentação à Rua Polignano a Mare, nº 255, e a Cantina, à rua Fernandes Silva, nº 96, no Brás. Logicamente, na Cantina e na Praça de Alimentação, todas muito bem enfeitadas com tricolores existem as bandas tocando as tradicionais músicas italianas, principalmente as autênticas tarantelas, o que anima os visitantes que ainda podem desfrutar das imperdíveis macarronadas regadas ao bom vinho italiano e sobremesas. No dia 15, ocorrerá a missa, procissão com banda de música seguida por centenas de devotos e visitantes, para comemoração do Dia de São Vito. É mais um grande evento patrocinado pela colônia italiana, reverenciando um dos mais conhecidos Santos tão venerados pelos oriundi e descendentes. Ótimo programa.            

A Apae de São Caetano comemorou 55 anos de fundação, na quarta (12), com missa celebrada na sede da entidade. O deputado estadual Thiago Auricchio marcou presença.

15 de Junho de 2019

Elas por Elas

Denise Auricchio, primeira dama e presidente do Fundo Social de São Caetano, na próxima terça (18), às 19h, lança programa Elas por Elas, com objetivo de alertar mulheres da importância da prevenção do câncer de mama. Local: Cecape, no bairro Barcelona, em São Caetano.

 

Contagem regressiva

Uma moradora do centro de São Bernardo pergunta quanto custa para o bolso dos munícipes, a troca diária dos números que representam contagem regressiva para a inauguração do piscinão e outras obras.

 

Gastando sola de sapato

O prefeito José Auricchio, de São Caetano, passou dois anos debruçado nas contas, colocando a administração do município nos trilhos. Também não descuidou e deu suporte para eleger seu filho a deputado estadual. Dever cumprido. Agora é hora de gastar sola de sapato e estar presente em todos os eventos que acontecem na cidade. Sua equipe de assessores também está afiadíssima. Estão disponíveis a qualquer hora para tirar dúvidas.

 

Falta semáforo

O prefeito Paulo Serra precisa dar um giro pelas ruas Riachuelo, Porto Alegre e outras no bairro Vila Assunção. Os cruzamentos são perigosos e não tem um semáforo. Também moradores e comerciantes, há meses, pedem semáforos no cruzamento das ruas Andaraí e Paraguaçú, na Vila Floresta.

 

Inauguração

A criação de um espaço Pet na Praça Kennedy, em Santo André, dividiu opiniões. Os idosos que moram nas proximidades e tem a praça como extensão de suas residências, não aprovaram. No domingo (9), durante a inauguração do espaço, alguns se revoltaram. Diziam que o dinheiro empregado no espaço foi um desperdício. Ao invés de investir nos cães, deveria investir na educação e em melhoria nas escolas. Já para outros, que tratam seus totós como filhos, adoraram.

 

14ª Feijoada da Apae

Ary Bueno Silveira, presidente da Apae de Santo André, e rotarianos estão no maior  agito com a organização e venda de convites para a 14ª Feijoada da Apae, que acontece no dia (4) de Agosto. Os organizadores esperam superar o número de feijoadas servidas ano passado, com mais 1000 pratos. Local: sede da entidade, Rua Silveiras, 76, Vila Guiomar.

O Legislativo de São Bernardo aprovou por unanimidade a iniciativa do vereador Ary de Oliveira, com a outorga da Medalha João Ramalho à Brasilitália, e o Título de Cidadão Emérito a seu presidente, Luiz José Moreira Salata, na Sessão Solene dos 45 Anos de fundação da entidade. Na ocasião, com a representação e cerimonial dos Correios, foi lançado o Selo Comemorativo do brasão da entidade e a obliteração com o carimbo do primeiro dia de circulação. Filippo La Rosa, Cônsul Geral da Itália em São Paulo discursou com vibração enaltecendo o trabalho da entidade na difusão dos costumes e tradições italianas, mantendo assim a preservação dos valores da colônia italiana. Na oportunidade, antes do evento foi marcante o encontro de italo-brasileiros que transformaram o local em uma sala de bate papo com grande euforia, na base de incontida alegria, com o já conhecido sotaque.


Destaques

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu