22 Feb 2018

O BMW Group acaba de revelar uma série de vídeos que mostram, em detalhes, o processo de produção do novíssimo BMW X2, na fábrica de Regensburg, na Alemanha. Eles podem ser acessados no portal global de imprensa do BMW Group, no endereço www.press.bmwgroup.com. Os filmes mostram as etapas de produção do mais novo Sport Active Coupé (SAC) – ou Cupê de Atividade Esportiva, em tradução livre para o português –, da BMW, desde a modelagem das chapas de aço, no setor de Estamparia da planta; passando pela montagem e soldagem dos componentes, com a ajuda de robôs e funcionários fazendo uso de equipamentos de última geração – como exoesqueletos, que auxiliam as pessoas diretamente em suas atividades, tornando a produção mais ágil e adaptável. Também é possível ver as carrocerias sendo transportadas por diferentes setores da fábrica, bem como a instalação dos emblemas da BMW na carroceria, além da montagem do capô e a realização dos testes finais dos veículos, em dinamômetro e em uma pista situada nas dependências do complexo fabril. O novo BMW X2 chega ao mercado brasileiro no segundo trimestre deste ano.

 

O governador Geraldo Alckmin autorizou, na quarta (14), a permuta entre imóveis pertencentes à Fazenda do Estado e à Universidade de São Paulo (USP). Pelo acordo, foi dada à USP a propriedade definitiva de imóveis históricos atualmente utilizados pelo Centro Universitário Maria Antônia (Ceuma), na Vila Buarque, na capital, além do prédio ocupado pela Funap (Fundo de Amparo ao Preso), na rua Dr. Vila Nova, que também será integrado ao Complexo Universitário. Os prédios da rua Maria Antônia foram construídos em 1930 para abrigar a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP.

O Estado recebeu da universidade três áreas: duas nos municípios de Riversul e Itaporanga, na região Sudoeste Paulista, que serão destinadas à implantação pela Fundação Itesp de assentamentos de trabalhadores rurais, e uma no município de Tanabi, na região Noroeste do Estado, que é ocupada por um bairro urbanizado e será regularizada para que as famílias tenham documentos definitivos de propriedade.

Durante a cerimônia, o governador destacou a importância da destinação adequada para as áreas. “Esse foi o primeiro passo de projeto, que será estendido. É preciso dar um bom destino às áreas e não deixar os espaços desocupados. É preciso que os equipamentos prestem um serviço à comunidade. Os prédios do Centro vão servir à Universidade de São Paulo e as áreas rurais vão servir ao Estado”, explicou Alckmin.

O imóvel em Tanabi, conhecido como "Sítio do Estado", se transformou em um bairro com características urbanas, em área com 618 mil m². Após a formalização da permuta, será transferido ao município para ser regularizado. Em setembro do ano passado, a Prefeitura de Tanabi celebrou convênio do Programa de Regularização Fundiária Urbana da Fundação Itesp para regularizar 450 unidades imobiliárias urbanizadas no “Sítio do Estado”. O custo total do convênio é de R$ 374 mil, sendo R$ 202,7 mil do município e R$ 171,2 mil do Estado, por meio do Itesp.

Os dois imóveis em Riversul e em Itaporanga somam 944 ha e serão destinados à implantação de assentamentos que beneficiarão aproximadamente 60 famílias de trabalhadores rurais. Provisoriamente, 23 famílias foram assentadas na área em Riversul. Na outra área, em Itaporanga, a previsão é de assentamento de 37 famílias. O processo de seleção para escolha dos beneficiários será realizado nos termos do que dispõe a Lei Estadual 16.115/2016, que trata da Política Agrária Paulista. A destinação das áreas para assentamentos de trabalhadores rurais foi definida após diversas reuniões entre o Governo de São Paulo e movimentos sociais, que tiveram início em 2014.

Na quarta (21), as unidades da Anhanguera de São Bernardo– Anchieta e Santo André – Centro, realizarão mais uma edição do Anhanguera Conecta, evento totalmente voltado para o universo da empregabilidade e que busca estimular o crescimento profissional dos participantes.

Na ocasião, os presentes terão a oportunidade de fazer contato com diversas empresas, que ofertarão 800 vagas de emprego e estágio, além de participarem de minicursos de capacitação profissional, com emissão de certificado.

O intuito do evento é facilitar o acesso à educação, além de auxiliar na qualificação dos participantes, estimulando o desenvolvimento de novas habilidades e competências profissionais e pessoais. Durante a ação, também será apresentado o Canal Conecta, plataforma inédita e gratuita de empregabilidade, que tem como objetivo promover o diálogo entre a comunidade acadêmica e o mundo corporativo. Por meio da plataforma, as empresas postam suas vagas e os alunos completam seus currículos. O Conecta permite a consolidação de vagas de emprego para quem cursa graduação, pós-graduação e também para egressos da Anhanguera.

O Anhanguera Conecta é gratuito e acontece no dia 21 de fevereiro, a partir das 9h, e as inscrições podem ser realizadas pelo site http://evento.canalconecta.com.br/, ou na unidade. Confira a programação de cursos:

  • Curso: Assistente Administrativo
  • Curso: Libras (básico)
  • Curso: A Arte de falar em Público
  • Curso: Dicas para Currículos e Entrevistas Inteligente
  • Curso: Excel Básico (básico)

Horário: 10h, 14h ou 19h

Feira da Empregabilidade- Gratuita e aberta ao público, a interação aproxima quem procura trabalho ou estágio de quem oferece vagas no mercado, além de proporcionar uma programação que auxilia no desenvolvimento da carreira e na ascensão profissional. O evento contará com a participação de empresas de recrutamento, com a disponibilização de vagas de emprego e a realização de seleção de candidatos.

A Escola Livre de Dança (ELD) está com inscrições abertas para a nova turma do curso de Formação Intensiva em Dança Contemporânea. No total são oferecidas 35 vagas e podem participar maiores de 17 anos. As inscrições podem ser feitas até o dia 28 de fevereiro exclusivamente na plataforma CulturAZ: http://culturaz.santoandre.sp.gov.br/projeto/328, que disponibiliza também mais informações sobre o curso através da convocatória publicada.

Segundo os responsáveis, trata-se de um curso técnico-experimental e busca uma formação investigativa, mantendo em seu currículo disciplinas que contemplam a criação e autonomia, mas priorizam a técnica, não como código de dança, mas como ferramenta que dará o suporte para realizar o exercício de fazer, fruir e ler dança. O plano de curso é regido por uma pedagogia livre, adotada desde sua criação, baseada na pesquisa.

Com duração de três anos, o curso tem em seu currículo as disciplinas: anatomia experiencial, história da dança, danças brasileiras, técnica de dança para cena contemporânea, técnica clássica para cena contemporânea, presença cênica, pedagogia experiencial, educação somática, criação em dança e sistema Laban. As aulas são ministradas de segunda a sexta-feira, das 18h30 às 21h30.

ELD - A Escola Livre de Dança é um projeto da Secretaria de Cultura da Prefeitura de Santo André com acesso gratuito. Seu objetivo é estimular o fazer criativo para interesses diversos, além de contribuir com o percurso formativo de artistas que pretendem atuar na cena da dança contemporânea ou ter domínio e consciência do corpo para atividades expressivas, autorais e criativas. O endereço é Rua Eduardo Monteiro, 410, bairro Bela Vista. Mais informações pelo telefone 4438-5021 ou pelo endereço eletrônico O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

A Escola Livre de Dança (ELD) está com inscrições abertas para a nova turma do curso de Formação Intensiva em Dança Contemporânea. No total são oferecidas 35 vagas e podem participar maiores de 17 anos. As inscrições podem ser feitas até o dia 28 de fevereiro exclusivamente na plataforma CulturAZ: http://culturaz.santoandre.sp.gov.br/projeto/328, que disponibiliza também mais informações sobre o curso através da convocatória publicada.

Segundo os responsáveis, trata-se de um curso técnico-experimental e busca uma formação investigativa, mantendo em seu currículo disciplinas que contemplam a criação e autonomia, mas priorizam a técnica, não como código de dança, mas como ferramenta que dará o suporte para realizar o exercício de fazer, fruir e ler dança. O plano de curso é regido por uma pedagogia livre, adotada desde sua criação, baseada na pesquisa.

Com duração de três anos, o curso tem em seu currículo as disciplinas: anatomia experiencial, história da dança, danças brasileiras, técnica de dança para cena contemporânea, técnica clássica para cena contemporânea, presença cênica, pedagogia experiencial, educação somática, criação em dança e sistema Laban. As aulas são ministradas de segunda a sexta-feira, das 18h30 às 21h30.

ELD - A Escola Livre de Dança é um projeto da Secretaria de Cultura da Prefeitura de Santo André com acesso gratuito. Seu objetivo é estimular o fazer criativo para interesses diversos, além de contribuir com o percurso formativo de artistas que pretendem atuar na cena da dança contemporânea ou ter domínio e consciência do corpo para atividades expressivas, autorais e criativas. O endereço é Rua Eduardo Monteiro, 410, bairro Bela Vista. Mais informações pelo telefone 4438-5021 ou pelo endereço eletrônico O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

O Instituto Mauá de Tecnologia realiza a partir de, sábado (17), a Semana de Recepção e Integração para os novos alunos da casa. A abertura da semana contará com diferentes ações, destacando-se a palestra “A tecnologia no centro da revolução social e o papel da universidade”, ministrada pelo jornalista, escritor, colunista, e fundador da Startup Meio, Pedro Dória, que também já esteve no comando de redações conceituadas, como O Globo e O Estado de S. Paulo.

“A semana tem como objetivo proporcionar diferentes atividades para os calouros com o intuito de orientar o funcionamento e a sinergia entre os cursos de Engenharia, Administração e Design, além de apresentar toda a tecnologia e infraestrutura disponível no Campus de São Caetano”, comenta a professora do Instituto Mauá de Tecnologia, Lilian Victorino.

Oficinas práticas- A partir de 19 de fevereiro, os alunos terão a oportunidade de participar de algumas oficinas referentes aos cursos da Mauá. Assim, os ingressantes já conhecerão uma prévia das atividades que serão desenvolvidas ao longo da graduação e a interação que acontece entre as três áreas do Instituto Mauá de Tecnologia.

São 11 oficinas disponíveis na Semana de Recepção e Integração. Entre elas estão: Confecção de moldes de silicone e peças em resina; Modelagem e programação básica para jogos; Minicarros; Processamento de sorvete, entre outras.

Além das oficinas, neste ano os calouros terão a oportunidade de conhecer os alunos representantes dos diversos grupos da Mauá, que ao longo da graduação participam de atividades e competições acadêmicas no Brasil e no exterior. É o caso dos times: Kimauánisso, Concreto Mauá, Mauá Racing, Enactus.

Trote Solidário- Como já é tradição, na semana de boas-vindas, será realizado o “Trote” Solidário. O evento será coordenado pela Mauá Jr., empresa constituída por alunos da graduação do Instituto Mauá de Tecnologia, que conta com a colaboração dos professores. O tema será “Brinquedos Educativos”. Os brinquedos construídos e os alimentos arrecadados durante a semana serão doados para instituições carentes da região.


Destaques

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu