16 Sep 2019

Gustavo Borges, conhecido mundialmente pelas suas conquistas na natação brasileira, concederá uma palestra motivacional, na sexta (08 de novembro), no Club Med Lake Paradise, em Mogi das Cruzes. A atividade faz parte da agenda da Move Experiências, que busca promover eventos esportivos aliados a entretenimento e família.

“Unir nossa ação no Club Med Mogi das Cruzes com um campeão de renome do esporte brasileiro faz parte do propósito da Move em promover o relacionamento entre as pessoas. Para este evento esperamos que todos se sintam em casa”, declara Ari Gonçalves, diretor da Move Experiências.

O 1º Move Edição Futebol de Campo e Poker reunirá empresários, entre os dias 07 e 10 de novembro para um final de semana com uma programação vasta, como a Noite do Poker e a competição de futebol.

O nadador olímpico integrará ação com seu método “Gustavo Borges”, que percorre o Brasil incentivando as pessoas a seguirem seus sonhos, mostrando que talento e dedicação caminham juntos. O atleta, que brilhou nas principais competições mundiais com quatro medalhas olímpicas e 19 pan-americanas, ainda é dono da rede de academias Gustavo Borges, com duas unidades em Curitiba e outra em São Paulo.

 “Estaremos juntos no Club Med Mogi das Cruzes para um momento de experiências. Além da gente bater um grande papo em conjunto, a gente vai dar umas braçadas na piscina. Conto com todos vocês”, salienta Gustavo Borges. Além disso, o público poderá participar de um especial na piscina mediado pelo próprio Gustavo.

Faltam poucas vagas, para quem quiser integrar a ação acesse: www.moveexperiencias.com.br ou entre em contato através do e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou por whatsapp: (11) 97292-2502.

O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior, nesta quarta (11), entrega a revitalização da EMEI Antonio de Oliveira, no Bairro Santa Maria.

A Escola de Educação Infantil atende a 142 alunos e passou por obras para troca de forro e piso, elétrica, hidráulica, pintura interna e externa, pintura de piso externo, troca de azulejo e piso dos banheiros, lixamento e verniz de granilite e impermeabilização da rampa.

O Réveillon de Pipa anunciou a programação musical para as festas que acontecem no Let's Sunset Club nos dias 27 a 30 de dezembro e 2 de janeiro. Para os shows que acontecem durante as tardes no beach club estão confirmados Kevin O Chris, Atitude 67, Bakermat, grupo Fica Comigo e a atração internacional Sam Feldt.

"Serão cinco dias de festas em nosso Let's Club. O local foi idealizado para marcar as tardes de nosso público com bons drinks e atrações incríveis", conta Vitor Dias, um dos sócios do Réveillon Let's Pipa.

Ao todo, o evento terá sete dias de curtição com as festas Tropipa, Salt, Romã, Sete Ondas, Colours of Pipa e Amor de Pipa Amor Que Fica. A cada festa uma nova estrutura, com alteração de palcos, bares e túnel de entrada. A decoração, que também muda de acordo com o tema, é 100% idealizada e produzida pela equipe Let's Pipa. "Em 30 dias de montagem, criamos o evento do zero em um terreno de 13 hectares. Nossa estrutura faz toda a diferença", ressalta Vitor.

Os pacotes completos são vendidos pelo site da INJOY e oferecem opções de hospedagem, festas e aéreo. Para quem deseja comprar apenas as festas, há combos a partir de R$3 mil para curtir 5 ou 6 noites, pelo site Ingresse, principal plataforma de experiências de entretenimento ao vivo.

Confira a programação completa do Let's Sunset Club:

27/12 – Kevin O Chris

28/12 – Atitude 67

29/12 – João Gustavo e Murilo

30/12 – Bakermat e Sam Feldt

02/01 – Fica Comigo

Serviço:

Réveillon Let's Pipa

Praia de Pipa – Tibau do Sul – RN

Data: 27, 28, 29, 30, 31/12/2019 e 2/1/2020.

Pacotes de festas – INGRESSE: www.ingresse.com/let-s-pipa-2020

Combo festas + hotel, com opção de aéreo – INJOY: injoytravel.com.br/letspipa/sobre/

A Prefeitura de Santo André protocolou oficialmente na Câmara Municipal, na terça (10), projeto de lei que concede 8% de reajuste ao funcionalismo em janeiro de 2020.

Caso a inflação do período de maio de 2019 a abril de 2020 seja superior a 2,69%, a diferença superior será concedida no mês de maio de 2020 sobre o vencimento de abril do mesmo ano. Caso seja menor, o servidor obterá aumento real. A proposta que chegou à Câmara foi elaborada após diversas tentativas de se chegar a um acordo com o Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos de Santo André) ao longo do ano. As negociações não tiveram sucesso, tendo em vista que todas as propostas anteriores apresentadas pela administração foram rejeitadas.

“Mantemos o compromisso que o funcionalismo na nossa gestão não terá perdas. O impacto no orçamento é de R$ 60 milhões, mas estudamos da melhor maneira de repor isso ao servidor, depois de todo choque de gestão que implementamos. Estamos fazendo um grande esforço, não foi fácil, mas está aqui protocolado e seguimos abertos para posteriores conversas com o sindicato e as categorias”, explicou o prefeito Paulo Serra, que protocolou o projeto pessoalmente na Câmara. Vale lembrar que, desde o início da gestão, o 13º salário é pago de maneira antecipada aos servidores de Santo André, sendo que a primeira parcela já é quitada no mês de junho.

Reclassificação - Durante a visita, o prefeito também anunciou um programa permanente de reclassificações nas mais diferentes categorias de profissionais. O planejamento foi traçado para que, nos próximos quatro anos, servidores de diversas áreas tenham ganhos em seus salários, se equiparando a cidades do mesmo porte de Santo André. De início, a Prefeitura beneficiará cerca de dez categorias até o final deste ano.

 “Começaremos a enviar os projetos para a Câmara sobre a reclassificação a partir da próxima semana. Usaremos o critério de impacto orçamentário e as categorias mais defasadas. Já fizemos cinco classificações desde 2017 e continuaremos este trabalho, em um novo pacote. A partir de 2020 seguiremos a discussão para abranger o máximo de categorias e assim se tornar um programa permanente”, argumentou Serra.

Atila Jacomussi retomou o cargo de prefeito de Mauá, na terça (10), e já determinou a criação de um comitê de crise e início avaliações internas em cada uma das secretarias do governo. A intenção é diagnosticar o andamento de serviços e ações municipais para retomar seu programa de governo, que tem como base programas estruturantes como o Pintou Limpeza e o Pavimenta Mauá (que já asfaltou mais de 100 ruas no município).

A previsão do período de transição é de 15 dias, tempo hábil para levantamento dos dados de todos os setores do Executivo. “Essa é a retomada do povo, a volta de um governo transparente e que preza pela participação de todos. Estamos aqui para dar andamento ao projeto de uma Mauá Melhor, com programas sociais e estruturantes em andamento. O momento é de união, de reconstrução, de paz e amor para recolocar nossa cidade no caminho do desenvolvimento”, declarou Atila.

Na segunda (9), o TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo) decidiu por unanimidade, três votos a zero, acatar liminar que anula o decreto legislativo que impedia Atila de ser prefeito. “Tenho que destacar que durante o período em que não estive atuando como prefeito, em nenhum momento deixei de acreditar que a justiça seria feita e já reassumimos o trabalho e vamos levar mais qualidade de vida ao povo de Mauá, que tanto merece”, destacou o prefeito.

A Advocacia-Geral da União (AGU) confirmou na Justiça a condenação por improbidade administrativa de um ex-auditor fiscal da Receita Federal e de um advogado que cobravam propina de empresas fiscalizadas.

As investigações revelaram que o servidor público cobrou propina de R$ 1,5 milhão de uma empresa de telefonia de São Paulo para deixar de multar a companhia em cerca de R$ 15 milhões. Depois, chegou a reduzir o valor do suborno para R$ 900 mil.

Inconformado, o dono da empresa o denunciou à Receita Federal e as negociações passaram a ser acompanhadas pela Polícia Federal com autorização da Justiça. O auditor fiscal contava com o apoio de um advogado, que o auxiliava com informações para encontrar possíveis irregularidades nas empresas fiscalizadas. Com ele, a polícia chegou a encontrar um sistema informatizado sigiloso da Receita Federal.

Em 2009, o auditor fiscal foi preso em flagrante ao receber R$ 47,9 mil dos donos da empresa fiscalizada. Ele e o advogado foram condenados em ação penal. Mas a AGU moveu outra ação para que eles também fossem punidos por improbidade administrativa.

A 4ª Vara Federal Cível de São Paulo acolheu o pedido e condenou os dois envolvidos à perda dos direitos políticos por dois anos, proibição de contratar com o poder público e multa correspondente a 50 vezes o valor da remuneração do servidor. O auditor fiscal ainda foi demitido da função pública.

Multa

O advogado recorreu, mas o Tribunal Regional Federal da 3ª Região manteve a maior parte da decisão de primeira instância. A única mudança foi a redução no valor da multa imposta ao advogado, que caiu de 50 para 40 vezes o valor da remuneração do servidor. Mesmo assim, a multa imposta aos dois envolvidos soma R$ 1,2 milhão.

“A decisão consolida ainda mais a atuação incisiva do Estado, por meio da Advocacia-Geral da União, no combate à corrupção e à improbidade”, ressalta Cristiane Blanes, uma das advogadas da União que atuaram no caso.


Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu