26 Jan 2020

Mensalmente, há 19 anos, a Coop – Cooperativa de Consumo promove o ‘Ciclo de Palestras’, um programa que exercita o 5º princípio cooperativista - educação, formação e informação – proporcionando aos cooperados novas experiências e aprendizados. As aulas contam com temas diversos, como gastronomia, alimentação saudável, artesanato, entre outros.

 Em fevereiro, os temas abordados serão: Aprenda a fazer coxinha sem massa e escondidinho de arroz, Ponteira floral para fazer e vender, Biscoitos fit – faça e venda três tipos: aveia, gergelim e quinoa, Faça e venda: estojo divertido que abraça o caderno, Volta às aulas com lanchinhos divertidos, Oficina: inicie 2020 com qualidade de vida!, Volta às aulas com porta-tesoura de coruja, Lancheira: dicas de patês e recheios para levar à escola, Faça e venda: cookie de chocolate e aveia e cupckaes de morango, Os males da alimentação contemporânea + receitas de bolo sem glúten e Carnaval de sabores, Comida e folia.

 Com vagas limitadas, as inscrições começarão na sexta (24) e poderão ser realizadas gratuitamente pela Central de Relacionamento - 0800-772-2667. Na região do ABC, as aulas acontecerão nas lojas de Santo André (Queirós, Industrial, Perimetral, Pereira Barreto e Capuava), São Bernardo (Joaquim Nabuco, Café Filho, Vianas e Humberto de Alencar), Diadema, Ribeirão Pires e Mauá. A programação completa está disponível em www.portalcoop.com.br.

Santo André recebe, neste domingo (19), a primeira edição de 2020 do programa Domingo no Paço, com série de atividades de lazer, jogos e brincadeiras. O Departamento de Lazer desenvolverá programação diversificada no local no estacionamento do Paço Municipal, das 10h às 16h.

Criado em 2017, o Domingo no Paço conta com o conceito de club-park e oferece brincadeiras como pula-pula, futebol, tênis de mesa, slackline, teatro infantil e uma série de outras atividades. As atrações são revezadas entre um domingo e outro. O endereço é Praça IV Centenário, s/nº, Centro.

Segundo engenheiros da Seohab (Secretaria de Obras e Habitação), as obras do Centro de Excelência de Ginástica Artística e Rítmica de São Caetano, na Av. Presidente Kennedy, no bairro Boa Vista, deverão ser entregues no final de junho, já que 67% estão concluídas, restando basicamente as estruturas metálicas e fechamentos de tetos, paredes e acabamentos.

O Centro de Excelência de Ginástica, um desejo antigo do esporte são-caetanense, tem 4.000 metros quadrados, subdivididos em dois pavimentos. O térreo será voltado à Ginástica Artística (GA), que tem como grande ícone Arthur Zanetti, medalha de ouro em Londres-2012 e prata no Rio-2016. O segundo pavimento é destinado à Ginástica Rítmica (GR), modalidade na qual São Caetano tem se destacado com conquistas nacionais e continentais.

O Centro de Excelência está equipado com salas de apoio, auditório para 40 pessoas, sauna, administração e academia, entre outros espaços multiusos, além de arquibancadas para até 260 pessoas. A obra teve um investimento de R$ 8.986.862: 80% (R$ 7.195.600) do Governo Federal e o restante (R$ 1.791.262) contrapartida do município.

O prefeito José Auricchio Júnior ressaltou o fato de que o Centro de Excelência terá as mesmas funções que o Centro de Treinamento Esportivo Mario Chekin: a utilização do espaço por munícipes. “O Centro de Excelência de Ginástica deve receber mais de 1.000 atletas, entre profissionais e os munícipes inscritos no PEC (Programa Esportivo Comunitário)”, comentou Auricchio.

“Hoje no PEC, por exemplo, são 350 praticantes e com o Centro de Excelência a previsão é de que esse número suba para 500 praticantes na Ginástica Artística. Já na Ginástica Rítmica, este número deve passar de 380 ginastas para 400”, complementou o secretário de Esporte, Lazer e Juventude (SELJ), Beto Vidoski.

Depois de reunir 70 mil pessoas no último fim de semana, a 4ª edição do Festival de Verão na Esplanada do Paço Municipal continua, neste sábado (18) e domingo (19), e tem como atrações principais a cantora Yasmin Santos e a dupla João Bosco & Vinícius. O evento tem entrada gratuita e contará com atrações locais.

No sábado, a programação começa às 14h com artistas da região. Yasmin Santos, que atraiu grande público no show de aniversário de São Bernardo, em agosto de 2019, sobe ao palco às 19h. Um dos destaques do “feminejo”, a cantora vem com os seus principais sucessos, entre eles a música “Para, pensa e volta”, com a participação de Marília Mendonça.

O domingo também contará com atrações locais no início da programação, às 14h. Às 19h, é a vez da dupla João Bosco & Vinícius, que colocará o público para dançar com um repertório repleto de hits como “Chora, me liga”, “Sorte é ter você” e “Vem me amar”.

Os destilados terão um final de semana dedicado no Eataly junto com grandes marcas. No sábado (18) e domingo (19), o Cocktail Weekend será celebrado com seis marcas convidadas. Bares exclusivos e menu de drinques clássicos e autorais tomam conta do Eataly para oferecer uma experiência única com preços mais do que democráticos.

O evento conta com workshops gratuitos na Scuola di Eataly e a presença de bartenders renomados, Talita Simões, William Vieira, Alexandre Mazza, Adriana Pino e Cesar Griffo, além de uma carta de drinks especiais assinada por eles no Restaurante Brace. Para completar, não faltarão promoções especiais de destilados de até 50% de desconto para escolher e levar para casa.

Serviço:

Quando: 18 e 19 de janeiro

Sábado: das 12h às 22h

Domingo: das 12h às 20h

Feira Drinks: Grandes marcas com bares exclusivos

- Jim Beam: Jim Beam Highball (Jim Beam Bourbon Whiskey; Água Tônica; Limão Siciliano) - Jim Beam Mule (Jim Beam Bourbon Whiskey; Ginger Ale; Espuma de gengibre e Hortelã);

- Gin Amázzoni: Águas de Amázzoni (gin amázzoni; água tônica yndiá; casca de limão; casca de tangerina e zimbro) - Gitano Cigano (gin amázzoni; suco de limão siciliano; xarope de gengibre; água tônica Yndiá);

- Canana: Mula Russa (Canana com limão siciliano e gengibre, finalizado com uma espuma de capim santo – Tramonto (Canana; Aperol; abacaxi)

- N45: N45 Negroni Tonic (Negroni 45; água tônica; rodela de laranja) N45 Negroni Spritz (Negroni45; espumante; água com gás);

- Aperol: Aperol Spritz (Aperol; Prosecco; água com gás);

- Salvatore Longabordo: Volcano (Mandarinello; cachaça água de arcanjo ouro; maracujá; Pimenta dedo de moça; água com gás) e Amalfi (Limoncello; xarope de Pitaya; sumo de gengibre; água tônica; lâmina de pitaya)

Valores:

1 Drink- R$15

3 Drinks- R$40

6 Drinks - R$75 - Perfeito para compartilhar com os amigos!

Workshops: Com entrada gratuita, sem inscrição e por ordem de chegada

Sábado:

- 12h30 às 13h30 - Cachaça Canana com William Vieira

- 19h00 às 20h00 - Gin Amázzoni com Alexandre Mazza e Adriana Pino

Domingo:

- 15h30 ás 16h30 – Jim Beam com Talita Simões

- 18h30 às 19h30 – N45 com Cesar Griffo

Na loja: Descontos de até 50% em destilados selecionados em nossa Adega.

Restaurante Brace: Carta de drinks exclusivos assinada por Barmans renomados para o final de semana por R$20,00

*As fichas para o evento não são válidas para a carta de drinks na Brace

A Pesquisa do Mercado Imobiliário, realizada pelo departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação), apurou em novembro de 2019 a comercialização de 4.974 unidades residenciais novas. O resultado foi 43,5% superior ao total comercializado em outubro (3.467 unidades) e superou em 29,4% as vendas de novembro de 2018 (3.843 unidades).

No acumulado de 12 meses (dezembro de 2018 a novembro de 2019), as 44.134 unidades comercializadas representaram um aumento de 48,6% em relação ao período anterior (dezembro de 2017 a novembro 2018), quando foram negociadas 29.694 unidades.

Lançamentos – De acordo com dados da Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio), a cidade de São Paulo registrou, em novembro do ano passado, o lançamento de 8.131 unidades residenciais, volume 83,3% acima do apurado no mês de outubro (4.435 unidades) e 24,2% acima do total de novembro de 2018 (6.545 unidades).

No acumulado de 12 meses, referente ao período de dezembro de 2018 a novembro de 2019, os lançamentos na capital paulista somaram 53.545 unidades, resultado 41,2% superior às 37.934 unidades lançadas no mesmo período anterior (dezembro de 2017 a novembro de 2018).

Destaque – Com os resultados de 4.974 unidades residenciais novas comercializadas e 8.131 unidades lançadas, o penúltimo mês de 2019 destacou-se como o segundo melhor do ano, depois de junho de 2019, e como o melhor novembro de toda a série histórica iniciada em 2004.

De janeiro a novembro de 2019, foram comercializadas 38.930 unidades novas e lançadas 44.605 unidades. “Esse é o melhor resultado em 15 anos. Os 11 meses do ano passado superaram os recordes anteriores de 2007, quando foram vendidas 31.187 unidades, e de 2008, que registrou o lançamento de 31.812 imóveis”, explica Celso Petrucci, economista-chefe do Secovi-SP.

“O acumulado do ano passado já superou o resultado final de anos anteriores considerando, inclusive, dezembro, mês que costuma ser o melhor em termos de vendas e de lançamentos. É quando o trabalhador recebe férias e 13º salário e aproveita para investir na compra do imóvel”, diz Basilio Jafet, presidente do Secovi-SP.

Apesar de o mercado imobiliário da Capital ter registrado bons resultados, ainda não apresentou recuperação em valores, cuja melhor performance foi em 2013. O VGV (Valor Global de Vendas) de 2019 referente ao período de janeiro a novembro foi de R$ 19,9 bilhões, abaixo do VGV do mesmo período de 2013, que foi de R$ 24,3 bilhões.

“Mas, quando se comparam os VGL (Valor Global de Lançamento) de R$ 24,5 bilhões, de 2019, com o de R$ 24,8 bilhões, de 2013, a diferença é pequena”, aponta Petrucci, considerando que os valores foram corrigidos pelo INCC-DI.

Imóveis econômicos – Em novembro, foram vendidas 1.483 unidades econômicas e enquadradas no programa Minha Casa, Minha Vida e lançadas 3.090 unidades. A oferta desse tipo de imóvel totalizou 12.047 unidades disponíveis para venda.

 Nos outros segmentos de mercado, a pesquisa identificou 3.491 unidades vendidas, 5.041 unidades lançadas e oferta final de 16.966 unidades.

 Recuperação - Com o desempenho de 2019 registrado até novembro, o mercado imobiliário da cidade de São Paulo supera a crise macroeconômica que atingiu o País entre 2014 e 2017. “Esses anos de recessão resultaram em uma significativa demanda reprimida, que começou a ser atendida no ano passado, ao mesmo tempo em que as condições econômicas internas do País começaram a melhorar”, ressalta o presidente do Secovi-SP. “Junte-se a esse movimento, a crescente participação dos imóveis enquadrados no programa Minha Casa, Minha Vida, que não era tão expressiva até 2016”, completa Jafet.

Imóveis de 4 ou mais dormitórios apresentaram crescimento de 135% nas vendas na comparação entre as 1.744 unidades comercializadas nos 11 meses de 2019 e as 741 unidades vendidas no mesmo período de 2018. Nos lançamentos, a maior variação percentual registrada de janeiro a novembro foi dos imóveis de 3 dormitórios, com 6,5 mil unidades novas, que representaram crescimento de 117% em relação às 3,0 mil unidades de 2018 com a mesma tipologia e durante o mesmo período.

Esse fenômeno pode ser explicado pelo fraco desempenho desses tipos de imóveis nos últimos cinco anos. “A recuperação da economia, o aumento da confiança dos empreendedores e da população e a forte queda da taxa de juros geraram reações positivas como essas”, analisa Basilio Jafet.

O setor da construção civil gerou 117 mil empregos (12% do total) com carteira assinada de um total de 948 mil novos postos de trabalho criados no País de janeiro a novembro de 2019. “A geração de novas vagas de trabalho na construção civil e imobiliária demonstra a relevância do setor na recuperação macroeconômica do País. A nossa indústria é forte geradora de mão de obra formal, direta e indireta”, destaca Emilio Kallas, vice-presidente de Incorporação e Terrenos Urbanos do Secovi-SP.

Apesar do bom momento pelo qual passa o mercado imobiliário da cidade de São Paulo, o futuro ainda preocupa os empresários, pois há muitos desafios a serem superados. “Problemas ocasionados pela demora na calibragem da Lei de Zoneamento estão dificultado o lançamento de novos projetos. É importante que as mudanças necessárias aconteçam rapidamente, logo no início deste ano”, ressalta Kallas.

Reação mais robusta da economia, com ampla geração de emprego, redução da burocracia na análise e aprovação de projetos, segurança jurídica nos processos imobiliários, simplificação tributária a partir da aprovação das reformas Tributária e Administrativa são alguns aspectos fundamentais ressaltados por Basilio Jafet para que tanto o setor quanto o País cresçam com sustentabilidade. Confira o conteúdo completo da Pesquisa Secovi-SP do Mercado Imobiliário e as informações da Região Metropolitana.


Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu