04 Apr 2020

O Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental) e a Secretaria de Saúde de São Caetano iniciaram nesta semana o reforço da limpeza pública com a sanitização das ruas à base de cloro. A iniciativa integra o amplo conjunto de ações especiais de combate ao coronavírus, que ocorrem desde fevereiro.

Na terça (24), o prefeito José Auricchio Júnior acompanhou a limpeza na Rua Luiz Louzã, em frente ao Hospital Infantil Márcia Braido, no Bairro Olímpico. “Isso será feito repetidamente, nas ruas e, especialmente, em frente aos hospitais e unidades de Saúde. É mais uma ação de enfrentamento a esta terrível pandemia”, destacou o chefe do Executivo. “Mas, o mais importante é que as pessoas fiquem em casa”, alertou.

A ação já foi realizada nas ruas Santa Catarina, Conde Franscisco Matarazzo, Samuel Klein, Baraldi, Rio Grande do Sul e Visconde de Inhaúma; nas praças Cardeal Arcoverde e da Figueira; e nas fachadas e vias do entorno do Complexo Hospitalar (formado pelos hospitais Márcia Braido, Maria Braido e Euryclides de Jesus Zerbini) e do Hospital Municipal de Emergências Albert Sabin. Nesta quarta (25), estará no entorno de todas as UBSs.

O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior, e a secretária municipal de Saúde, Regina Maura Zetone, anunciaram na segunda (23), a ampliação de 40 para 80 o número de leitos de UTI, preparando a cidade para atender pacientes com coronavírus. A Prefeitura vem adotando medidas diárias de enfrentamento à pandemia desde fevereiro. “Temos suprimentos e número de leitos suficientes para atender o pico, que pode acontecer nas próximas semanas”, destacou o prefeito.

No complexo hospitalar, onde o prefeito fez uma vistoria, uma ala já está pronta com dez leitos de UTI suplementar e dez de baixa complexidade que aguardam chegada de respiradores para se transformarem em UTI. O espaço terá uma equipe médica e de enfermagem exclusivas para atendimento destes pacientes. Além disso, um dos elevadores já está isolado e sendo utilizado só para atender este setor.

“Além da UTI teremos leitos para baixa complexidade, para retaguarda de pacientes que precisarão de internação”, destacou Regina Maura. O diretor técnico do Complexo Hospitalar, Ricardo Carajeleascow, também participou do anúncio.

Hospital de campanha – A cidade também terá um Hospital de Campanha, uma unidade que funcionará temporariamente para cuidar das vítimas do coronavírus, instalada no Hospital São Caetano. “Estamos fazendo vistorias e revisões de todo espaço para que até a próxima semana ele esteja em operação”, afirmou a secretária. “Não estamos medindo esforços financeiros para fazer e equipar mais leitos de UTI e atender a demanda que está por vir”, completou Auricchio.

A cidade conta ainda com quatro hospitais da rede privada que, juntos, somam mais 250 leitos de UTI, incluindo os criados especialmente para o enfrentamento ao coronavírus. Desta forma São Caetano contará com 330 leitos de UTI entre as redes pública e privada, mais do que o triplo recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

O prefeito de São Bernardo Orlando Morando autorizou, na terça (24), a criação de uma rede de solidariedade, durante o período de combate ao coronavírus (COVID-19), para recebimento de doações de alimentos não perecíveis, produtos de higiene pessoal e demais insumos. A medida, coordenada pelo Fundo Social de Solidariedade, visa garantir auxilio para famílias em vulnerabilidade social da cidade, assim como, o atendimento de moradores em situação de rua.

Em linha com as demais ações adotada pela Prefeitura, a Central envolverá principalmente a participação de empresários e pessoas jurídicas que queiram contribuir com a doação de itens diversos. Por isso, não serão designados pontos de coletas para munícipes, visando assim priorizar a principal orientação desta epidemia, que é evitar a circulação de pessoas.

"Em meio a um momento tão difícil como esse, precisamos dar o exemplo da solidariedade. Pensando nisso, criamos esta central para que empresários e pessoas jurídicas possam auxiliar as famílias em vulnerabilidade", destacou Morando.

Para participar da ação, interessados poderão realizar de mantimentos não perecíveis diretamente no Banco de Alimentos de São Bernardo (Av. Redenção, 271), no Centro, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h30.

No caso de doação de produtos de higiene pessoal, itens de limpeza, álcool gel e máscaras, a entrega deverá ser feita na Secretaria de Educação, localizada na Rua Wallace Simonsen, 222, no bairro Nova Petrópolis, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h30.

DOAÇÃO DE VALORES - A rede de solidariedade da Prefeitura de São Bernardo permitirá ainda a doação de valores. Interessados devem realizar transferência bancária na conta do município de São Bernardo: Banco do Brasil, agência 0427-8, conta corrente 65.734-4. O CNPJ da conta é 46.523.239/0001-47.

Todo valor arrecadado nesta conta, no período de vigência do decreto número 21.111, será revertido às doações de combate à pandemia do coronavírus.

Para doações de outros itens ou esclarecimentos de dúvidas, interessados deverão entrar em contato pelo email O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou pelo telefone 2630-4046.

Para garantir o transporte seguro para os clientes que precisam se locomover durante o período de quarentena em São Bernardo, a SBCTrans anuncia uma série de ações. A operadora montou uma equipe com 80 profissionais de limpeza para atuar na higienização dos coletivos durante a operação das linhas, nos terminais e pontos de parada com maior movimento.

“Precisamos garantir o transporte seguro e dar tranquilidade a quem precisa se locomover neste período crítico para que os serviços essenciais não sejam prejudicados. Ao mesmo tempo, intensificamos as ações de higienização dos veículos, terminais e pontos finais para colaborar com a prevenção, com a saúde e o bem-estar da comunidade”, destaca Milena Braga Romano, diretora executiva da SBCTrans.

A equipe da SBCTrans está trabalhando nos locais de maior concentração de pessoas, além de garantir a higienização em intervalos de tempo menores nos terminais, pontos finais e pontos de parada, como Praça Brasil, terminal rodoviário João Setti e Riacho Grande. É feita a limpeza dos balaústres, de toda a parte de cobrança do motorista, console, bancos e demais pontos de contato do ônibus.

Além disso, a empresa formou um Comitê de Gerenciamento de Crise, envolvendo diferentes áreas e proporcionou formação técnica para grupos de funcionários voluntários que estão atuando na intensificação dos serviços de higienização dos ônibus.

A SBCTrans também afastou 70 funcionários com 60 anos ou mais, entregou 1 mil frascos com álcool em gel para motoristas e cobradores e reforçou a quantidade de sabonete líquido em todos os 33 pontos finais. Para orientar e tranquilizar os colaboradores e seus familiares, a SBCTrans criou ainda um programa de comunicação interna para trazer informações sobre ações de prevenção e controle do contágio.

Os donos de pequenos negócios preocupados com a validade das Certidões Negativas de Débito (CDN) das empresas podem ficar tranquilos. Em decorrência da pandemia relacionada ao Coronavírus (COVID-19), a Receita Federal e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional autorizaram a prorrogação do prazo de validade do documento por 90 dias. A medida também é válida para as Certidões Positivas com Efeitos de Negativas (CPEND).

De acordo o a analista do Sebrae, Giovana Tonello, a medida representa um fôlego para os empreendedores neste momento de dificuldade e abre possibilidade para oportunidades de negócios. “Sem o documento, as micro e pequenas empresas não podem participar de licitações e correm o risco de não receber pagamentos pela falta de certidão”, explicou.

As certidões abrangem tributos federais e em dívida ativa. Para ter direito à prorrogação, as certidões deverão ser válidas na data da publicação da Portaria, ou seja, em 24 de março de 2020. Inicialmente, os documentos possuem validade de 180 dias.

Desburocratização

Foi definido procedimento mais rápido e automático para a abertura, alteração e fechamento de startups e empresas de inovação por meio da REDESIM. A medida trata de uma regulamentação definida pela Lei Complementar nº 167, de 24 de abril de 2019 e entra em vigor em 240 dias, após publicação da Resolução nº 55, na terça (23).

A Prefeitura de Santo André realizou, desde a madrugada de segunda (23), quando o decreto municipal que suspende o atendimento presencial nos comércios entrou em vigor, o fechamento de 223 estabelecimentos que mantiveram as atividades.

Equipes do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) e da Guarda Civil Municipal intensificaram o trabalho de fiscalização, tanto na área central quanto nos bairros e nos núcleos, para frear o avanço do novo coronavírus.

Na manhã desta terça (24) o Semasa recebeu denúncia e compareceu em uma empresa de leilões localizada na Av.dos Estados. Quando as equipes chegaram, presenciaram a realização de evento com aglomeração de aproximadamente 50 pessoas. O local foi imediatamente interditado por conta do descumprimento do decreto da Prefeitura. Além dessa interdição, a autarquia realizou também o fechamento de outros 50 bares em núcleos e avenidas do segundo subdistrito nas últimas 24 horas.

Também nesta terça, a GCM fechou um bar que estava em funcionamento na Vila Príncipe de Gales. Os guardas ainda avistaram no local máquinas de caça-níqueis. A proprietária foi informada sobre o decreto municipal e foi encaminhada para o 4º Distrito Policial.

O prefeito Paulo Serra reforçou a necessidade do comprometimento de todos neste momento de controle da pandemia. "Precisamos acatar as determinações. É inadmissível que alguns locais não se importem em manter pessoas aglomeradas em seus estabelecimentos comerciais e sendo, com isso, possíveis disseminadores do coronavírus. Esta guerra será vencida por todos nós e não vamos permitir que vidas sejam perdidas em nossa cidade", destacou.

A Prefeitura decretou a suspensão de atendimento presencial nos estabelecimentos comerciais da cidade desde a última segunda-feira. A medida tem vigência até o dia 5 de abril e determina que estabelecimentos como centros comerciais, lojas, bares, restaurantes, cafés e lanchonetes permaneçam fechados. Os estabelecimentos comerciais que servem alimentos e bebidas poderão manter as atividades internas e atender pedidos por telefone, além de realizar serviços de entrega.

Podem funcionar, em caráter excepcional, hospitais, farmácias, consultórios, clínicas de saúde, hipermercados, supermercados, padarias, açougues, peixarias, quitandas e outros centros de abastecimento de alimentos, lojas de conveniência e de venda de alimentação para animais, distribuidores de gás e lojas de venda de água mineral.

Também estão autorizados a funcionar lavanderias e outros estabelecimentos que ofereçam serviços de limpeza, serviços de segurança privada, transportadoras, oficinas de veículos automotivos, bancas de jornal e meios de comunicação social.

Postos de combustíveis também continuam funcionando, porém prestando atendimento de segunda-feira a sábado, das 7h às 19h, devendo permanecer fechados aos domingos e feriados.

No último final de semana, a Prefeitura já havia reforçado a fiscalização com base em outro decreto, que proibiu eventos ou reuniões de cunho cultural, educacional, esportivo, religioso, de lazer, entre outros, que envolvam concentração de mais de dez pessoas.

No sábado (21) e no domingo (22), a equipe de fiscalização do Semasa, em parceria com a GCM, Departamento de Controle Urbano e Polícia Militar, orientou 150 comércios sobre as restrições impostas pelo decreto. Grupos que estavam nas ruas também foram orientados. A ação percorreu bairros como Jardim Bom Pastor, Santa Teresinha, Parque Novo Oratório, Vila Curuçá, Jardim Irene, entre outros.

Denúncia - Os moradores podem acionar a Prefeitura caso encontrem estabelecimentos comerciais abertos irregularmente ou locais que tenham aglomeração de pessoas. Para recebimento das denúncias, basta o morador entrar em contato pelo telefone 0800-0191944 ou pelo aplicativo Colab, disponível nas plataformas Android e iOS.


Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu